quarta-feira, 28 de setembro de 2011

CENSO 2010 - População

Olá turmas,

Esse bimestre estaremos estudando a dinâmica, crescimento e distribuição da população brasileira.  Durantes nossas aprendizagens, poderemos contar com os mais recentes resultados obtidos no Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

Abaixo, está o link do IBGE onde poderemos encontrar os resultados inseridos aos mapas dos estados e municípios do nosso país.

http://www.censo2010.ibge.gov.br/dados_divulgados/index.php?uf=00

Por enquanto navegue pelas informações e observe a comparação entre o Censo do ano de 2000 e 2010  e imprima a tabela abaixo e algumas cópias do mapa mudo do Brasil para composição das nossas atividades no caderno.


Até mais,
Profª Marisa

(fonte : IBGE)


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Biomas Brasileiros

Podemos definir bioma como um conjunto de ecossistemas que funcionam de forma estável. Um bioma é caracterizado por um tipo principal de vegetação (num mesmo bioma podem existir diversos tipos de vegetação). Os seres vivos de um bioma vivem de forma adaptada as condições da natureza (vegetação, chuva, umidade, calor, etc) existentes. Os biomas brasileiros caracterizam-se, no geral, por uma grande diversidade de animais e vegetais (biodiversidade).

fonte: IBAMA
                                                               (fonte:www.mapasparacolorir.via12.com)
                                              
            
Características dos biomas

Floresta Amazônica – é considerada a maior floresta tropical do mundo com uma rica biodiversidade. Está presente na região norte , é o habitat de milhares de espécies vegetais e animais. Caracteriza-se pela presença de árvores de grande porte, situadas bem próximas umas das outras (floresta densa e fechada). Como o clima na região é quente e úmido, as árvores possuem folhas grandes e largas (latifoliada).
Caatinga – presente na região do sertão nordestino (clima semi-árido), caracteriza-se por uma vegetação de arbustos de porte médio, secos. Há também a presença de ervas e cactos.

Cerrado – este bioma é encontrado nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins. Com uma rica biodiversidade, caracteriza-se pela presença de gramíneas, arbustos e árvores retorcidas, devido a grande presença de alumínio no solo que provoca a deformação nos caules e troncos. As plantas possuem longas raízes para retirar água e nutrientes em profundidades maiores. O cerrado apresenta fisionomia variada, desde campos limpos, campos arbustivos a formação arbórea densa. No cerrado encontram-se as nascestes de vários rios importantes como o rio São Francisco na Serra da Canastra (MG).

Mata Atlântica – neste bioma há a presença de diversos ecossistemas tais como (manguezais, araucárias, litorâneo). No passado, ocupou quase toda região litorânea brasileira. Com o desmatamento, foi perdendo terreno e hoje ocupa somente 7% da área original. Rica biodiversidade, com presença de diversas espécies animais e vegetais. A floresta é fechada com presença de árvores de porte médio e alto, o clima e relevo são de altitudes).  


Campos – presente em algumas áreas da região Norte (Amazonas, Pará e Roraima) e também no Rio Grande do Sul. A vegetação dos campos caracteriza-se pela presença de pequenos arbustos, gramíneas e herbáceas.

Pantanal – este bioma está presente nos estados de Mato-Grosso e Mato-Grosso do Sul. Algumas regiões do pantanal sofrem alagamentos durante os períodos de chuvas. Presença de gramíneas, arbustos e palmeiras. Nas regiões que sofrem inundação, há presença de árvores de floresta tropical.
Biomas - O perfil das ameaças 

Mosaico de belas e diferentes paisagens, os biomas determinam as condições geográficas e climáticas de cada uma das regiões do país, e exercem forte influência na cultura e nos hábitos das populações. De todas as riquezas de nossos ecossistemas e biomas, a água é a maior delas. O Brasil detém 12% da água doce de todo o planeta. Mas essa abundância é aparente.
Queimadas, desmatamento, pressão imobiliária e ocupação irregular de áreas de mananciais alteram os ciclos de vida e da chuva e degradam o ambiente. As fortes chuvas nos estados de Santa Catarina, Rio e Minas, e a seca avassaladora no Rio Grande do Sul já são reflexos desse desequilíbrio dos ciclos ecológicos.Após mais de 500 anos de colonização, o retrato geral da devastação é desolador. De acordo com dados do SOS Mata Atlântica, restam apenas 7% da Mata Atlântica original.
A WWF estima que até 2020, a região Amazônica perderá até 25% de sua cobertura nativa. Nos últimos 15 anos do século 20,  aproximadamente   40 mil km² de Caatinga transformaram-se em deserto devido à interferência do homem sobre o meio ambiente. Cerca de 80% do Cerrado já foi modificado pela expansão agropecuária, mineração, ocupação urbana e construção de estradas. Somente 19,15% correspondem a áreas nas quais a vegetação original ainda está em bom estado.
No Pantanal, a situação começou a se agravar com a introdução de pastagens artificiais e a exploração das áreas de mata. O avanço das populações e o crescimento das cidades são uma ameaça constante. O uso excessivo de agrotóxicos na agricultura coloca em risco o solo e os lençóis freáticos (estoques de água subterrânea). O assoreamento dos rios tem mudado a vida na região. Áreas que antes ficavam alagadas somente nos períodos de cheias, agora ficam permanentemente sob as águas mesmo quando as chuvas param. Também causaram grande impacto no ecossistema pantaneiro o garimpo, a construção de hidrelétricas, o turismo desorganizado e a caça ilegal.
Os Campos do Sul ou Pampa, que já representaram 2,4% da cobertura vegetal do país, são amplamente utilizados para a produção de arroz, milho, trigo e soja, às vezes em associação com a criação de gado. A desatenção com o solo, entretanto, leva à desertificação, registrada em diferentes áreas do Rio Grande do Sul. O fogo utilizado para eliminar restos de pastagens secas torna o solo ainda mais frágil. Para expandir a área plantada, árvores gigantescas e centenárias foram derrubadas e queimadas.
A mata das araucárias estendia-se do sul de Minas Gerais e São Paulo até o Rio Grande do Sul, formando cerca de 100 mil km2 de matas de pinhais que abrigavam em sua sombra espécies como a imbuia, o cedro, a canela, entre outras. Hoje restam apenas 2% da cobertura original da mata das araucárias, confinada a áreas de conservação nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.
(fonte: WWF “World Wildlife Fund” - português “Fundo Mundial da Natureza)

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Rio São Francisco

O Velho Chico
O rio São Francisco é um dos mais importantes cursos d'água do Brasil e de toda a América do Sul. Sua nascente está localizada no município de Medeiros, Minas Gerais na Serra da Canastra a aproximadamente 1200 metros de altitude. O rio também atravessa o estado da Bahia, fazendo sua divisa ao norte com Pernambuco, bem como constituindo a divisa natural dos estados de Sergipe e Alagoas, e, por fim, deságua no Oceano Atlântico, drenando uma área de aproximadamente 641 000 km² e atingindo 2 830 km de extensão. Seu nome indígena é Opará e também é carinhosamente chamado Velho Chico.


                                                                       (fonte: wikipedia)

AS CARRANCAS DO SÃO FRANCISCO



As carrancas, figuras geralmente entalhadas em madeira, representam um ser fantasmagórico que se apresenta sempre com extensa cabeleira, os dentes pontiagudos à mostra e olhos ameaçadores. Essas peças nos lembram um ser místico de extrema ferocidade que misturam traços humanos e traços animalescos, apresentando a expressão furiosa de uma figura mitológica disforme. Eram colocadas à frente dos barcos (proa) e tinham como objetivo, segundo o imaginário popular, afugentar os lendários personagens que habitavam as águas do São Francisco, como por exemplo a Mãe-d'água o Minhocão e o Negro d'água.

(fonte:google)



 TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO

(fonte: google)

O Projeto de Transposição do Rio São Francisco não é uma ideia nova. Ampliado no governo Lula, ele existe há décadas. O plano básico é construir dois imensos canais ligando o rio São Francisco a bacias hidrográficas menores do Nordeste, bem como aos seus açudes. A seguir, seriam construídas adutoras, com o objetivo de efetivar a distribuição da água.

De acordo com o governo federal, o projeto seria a solução para o grave problema da seca no Nordeste, pois distribuiria água a 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte - uma população de 12 milhões de nordestinos. O prazo para realização do projeto é de 20 anos, a um custo estimadoem R$ 4,5 bilhões.

A transposição, contudo, tem sido criticada por ambientalistas e representantes de outros setores da sociedade, incluindo a Igreja Católica. A resposta do governo é de que o número de empregos criados, direta e indiretamente, graças ao projeto, bem como a solução do problema da seca derrubam toda e qualquer crítica.

Além da interligação das bacias, o governo também pretende executar um projeto de recuperação do rio São Francisco e de seus afluentes, pois vários desses rios sofrem problemas de assoreamento, decorrentes do desmatamento para agricultura.

(fonte: blogprofessorvaretinha)

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

A regionalização do território brasileiro

O que é regionalizar?   
        Regionalizar o espaço geográfico é dividi-lo em regiões, levando em conta as diferenças paisagísticas e a organização sócio-econômica das diversas áreas.
Por que regionalizar?

Para descentralizar a administração e, assim
, melhor planejar as ações governamentais, ela é usada para coletar dados e realizar estudos sobre determinado território.


Atualmente, o Brasil tem 26 estados e o  Distrito Federal distribuídos em cinco grandes regiões. Para fazer parte de uma mesma região os estados precisam apresentar características comuns. 
Brasil  - Regiões  Administrativas IBGE 

A regionalização dos complexos regionais , elaborada na década de 1960 pelo geógrafo Pedro Pinchas Geiger, considera características históricas, naturais e econômicas sem se preocupar com as fronteiras políticas interestaduais.

                                                            As  regiões  geoeconômicas
 


   

 A proposta de regionalização do país promovida pelo geógrafo Milton Santos,considera o processo de globalização.    Na Região concentrada os investimentos em desenvolvimento científico e tecnológico aplicados a modernas formas de agricultura, indústria e serviços são maiores que nas demais regiões.

                                                                                                            (fonte: google)

Complexos Regionais do Brasil

Existe outra forma de regionalizar o Brasil, de uma maneira que capta melhor a situação sócio-econômica e as relações entre sociedade e o espaço natural.

Trata-se da divisão do país em três grandes complexos regionais: o Centro-Sul, o Nordeste e a Amazônia.

Ao contrário da divisão regional oficial, esta regionalização não foi feita pelo IBGE. Ela surgiu com o geógrafo brasileiro Pedro Pinchas Geiger no final da década de 60, nela o autor levou em consideração o processo histórico de formação do território brasileiro em especial a industrialização, associado aos aspectos naturais.   A divisão em complexos regionais não respeita o limite entre os estados.   Essa reginalização é  muito útil para a geografia, porque ajuda a contar a história da produção do espaço brasileiro.

CARACTERÍSTICAS DA REGIÕES:

O Nordeste foi o pólo econômico mais rico da América portuguesa, com base na monocultura da cana de açúcar, usando trabalho escravo. Tornou-se, no século XX, uma região economicamente problemática, com forte excedente populacional. As migrações de nordestinos para outras regiões atestam essa situação de pobreza.

O Centro-Sul é na atualidade o núcleo econômico do país. Ele concentra a economia moderna, tanto no setor industrial como no setor agrícola, além da melhor estrutura de serviços. Nele se também a capital política do país.

A Amazônia brasileira é o espaço de povoamento mais recente, ainda em estágio inicial de ocupação humana. A área está coberta por uma densa floresta, com clima equatorial, que dificulta o povoamento. Os movimentos migratórios na direção desse complexo regional partem tanto do Centro-Sul como do Nordeste, sendo que hoje a região mais recebe população.

Essa é uma visão superficial da organização do espaço geográfico brasileiro. Ela resume as principais características naturais e humanas de cada uma dessas regiões. Por serem vastas áreas, esse complexos regionais, registram profundas desigualdades naturais, sociais e econômicas .

As regiões apresentam diferenças entre si e variedade interna de paisagens geográficas
.




(fonte : google)

domingo, 5 de junho de 2011

5 de Junho dia Mundial do Meio Ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi criado pela Assembléia Geral das Nações Unidas em Estocolmo na Suécia em 1972.  Desde então no dia 05 de Junho é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, que chama a atenção e ação política de povos e países para aumentar a conscientização e a preservação ambiental.

Lembrem-se ! Um mundo melhor começa na nossa casa. Pequenos gestos podem fazer uma grande diferença.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Os Três Poderes

A república Federativa do Brasil organiza-se com base na divisão de poderes. Os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário são independentes e desempenham funções definidas pela Constituição.Os diferentes níveis de governo atuam com o objetivo de encontrar soluções para os problemas coletivos.

O Poder Executivo executivo é chefiado ou pelo presidente da República, na esfera federal, ou pelo governador, na estadual, ou pelo prefeito, na municipal. A função desse poder é planejar e fiscalizar o cumprimento das políticas públicas. Isso quer dizer que é o poder Executivo que faz os serviços funcionarem e as obras serem realizadas. O presidente e o vice presidente são eleitos diretamente para mandatos de quatro anos, podendo disputar apenas uma reeleição. Os ministros são escolhidos pelo presidente.  Sua sede oficial é o Palácio do Planalto, em Brasília.
O Palácio do Planalto é a sede do poder executivo.

O Poder Legislativo é responsável não só pela elaboração das leis que regulam as atividades da sociedade em geral e a ação do poder Executivo, como também pela fiscalização do Executivo no cumprimento dessas leis. É constituído pela Câmara dos Deputados e pelo Senado - que constituem o Congresso Nacional - na esfera federal; pelas Assembléias Legislativas, nos estados; e pelas Câmaras de Vereadores, nos municípios.   Representantes do povo, os deputados, são eleitos para mandatos de quatro anos em cada unidade da federação, em número proporcional à população. Os Senadores, representantes dos estados, são eleitos para mandatos de oito anos, em número de três por unidade da federação. 
     O Congresso Nacional, sede do Poder Legislativo, divide-se em
Câmara dos Deputados (concha voltada para cima) e Senado (concha voltada para baixo).

 
O Poder Judiciário é representado pelos tribunais, verifica se os demais poderes estão atuando de acordo com a Constituição. O Supremo Tribunal Federal (STF) é seu órgão máximo, formado por onze juízes nomeados pelo presidente e aprovados pelo Senado.  Aos tribunais cabe decidir sobre a aplicação das leis do país,  sendo o guardião das leis e da Constituição,  cuja sede oficial é o Palácio da Justiça. 
Palácio da Justiça  -STF - Supremo Tribunal Federal, sede do poder judiciário.


(Fonte: Clickeducação e imagens google)
 

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Não fique acomodado a natureza está clamando por ajuda !


Os impactos ambientais de sacos esacolas plásticas estão em todos os lugares, indo da poluição visual até a morte de animais. Se pensarmos que despejamos bilhões de sacolas plásticas no mundo todos os anos, teremos uma noção do tamanho do problema.Por serem leves, os sacos e sacolas plásticas voam com o vento, indo parar em árvores, arbustos, fios de alta tensão, gramados, beiras de estrada, rios, lagos, oceanos – ou seja, acabam poluindo as cidades e a natureza.

Muitas sacolas plásticas acabam em bueiros nas cidades, agravando o problema das enchentes, pois impedem a drenagem das águas das chuvas. Sacos plásticos abandonados também são depósito de água das chuvas e podem ajudar na proliferação do mosquito da dengue.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Boa Páscoa

Páscoa é renascimento, é recomeço, é uma nova chance pra gente melhorar as coisas que não gostamos em nós. Para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho e vermos que hoje somos melhores do que fomos ontem.”

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Brasil - Região Norte

Com uma superfície de 3.853.327 km², a Região Norte do Brasil, corresponde a quase metade do território brasileiro .
(fonte : google)

Brevemente estaremos estudando com mais detalhes a região norte do Brasil.  Providencie uma cópia do mapa e figuras a seguir,  e leve-as para as aulas.  O mapa imprimir no tamanho 15 x 15 cm  e as figuras  10 x 10  cm










(Fonte: Smartkids)



terça-feira, 5 de abril de 2011

Diga não as sacolas plásticas!

(fonte : You tube)

Ética e Cidadania

                       Lição  verde e amarela!

A relação com a Pátria não deve ser de obrigatoriedade, mas de afeto.  Ninguém deveria cantar  o hino nacional  por obrigação, só por desejo.    Está no dicionário: hino é uma canção feita para exaltar, seja um time de futebol ou um país. E só exalta quem gosta. Para gostar, é preciso conhecer, interessar-se, participar. Não dá para ficar "impávido", repetindo mecanicamente palavras tão distantes do vocabulário cotidiano, como "lábaro", "florão" ou "garrida". São vocábulos que também estão no dicionário, embora a maioria dos brasileiros prefira sair repetindo a seqüência (mal) decorada a fazer uma rápida investigação.


Para gostar  da pátria e despertarmos sentimentos de nação, precisamos compreender , conhecer  a história do nosso país. Valorizar a trajetória das conquistas e  participar ativamente como cidadãos para alcançarmos a efetiva democracia.  


A democracia é uma poderosa e indispensável ferramenta para a construção da cidadania e da justiça social.  Será através dela, que a sociedade garantirá o princípio de igualdade entre todos.

Você não quer cantar o hino nacional assim? Quer?
(fonte: You Tube)

       HINO NACIONAL BRASILEIRO
    Letra: Joaquim Osório Duque Estrada
Música: Francisco Manuel da Silva
Parte I

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!
              
                               Parte II

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra, mais garrida,
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
"Nossos bosques têm mais vida",
"Nossa vida" no teu seio "mais amores."

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
- "Paz no futuro e glória no passado."

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

Vocabulário do Hino nacional brasileiro. 

Plácidas       : calmas, tranqüilas
Ipiranga        : Rio onde às margens D.Pedro  I ( proclamou a Independência do Brasil  em 7 de setembro de 1822)Brado           : Grito
Retumbante  : som que se espalha com barulho
Fúlgido         : que brilha, cintilante
Penhor         : garantia
Idolatrada     : Cultuada, amada
Vívido           : intenso
Formoso       : lindo, belo
Límpido        : puro, que não está poluído
Cruzeiro       : Constelação (estrelas) do Cruzeiro do Sul
Resplandece: que brilha, iluminada
Impávido      : corajoso
Colosso        : grande
Espelha        : reflete
Gentil           : Generoso, acolhedor
Fulguras       : Brilhas, desponta com importância
Florão          : flor de ouro
Garrida         : Florida, enfeitada com flores
Idolatrada     : Cultivada, amada acima de tudo
Lábaro         : bandeira
Ostentas      : Mostras com orgulho
Flâmula        : Bandeira
Clava           : arma primitiva de guerra, tacape



(FONTE:  Revista Nova Escola - Fundação Victor Civita)

Mapas para atividades




domingo, 3 de abril de 2011

Contador de sacolas descartáveis

Pratique sustentabilidade!

O  Contador de sacolas descartáveis mostra que podemos diminuir esse consumo
Idealizado pelo Planeta Sustentável, o contador de sacolas descartáveis recusadas é uma ferramenta que incentiva os consumidores a pensarem duas vezes antes de levar uma sacolinha para casa. Com tanta gente clicando, a redução do impacto sobre o meio ambiente é visível.  

Comece já e não esqueca de levar sua sacola ecológica em suas compras e  registre aqui no contador ao lado.

Quer saber mais sobre sustentabilidade?  Acesse
http://www.planetasustentável.abril.com.br/

terça-feira, 22 de março de 2011

Surto de conjuntivite no ABC

Olá turmas!   Informação é a  melhor proteção ! 

Uma nova epidemia de conjuntivite (inflamação na parte branca dos olhos) está atingindo milhares de pessoas nos diversos estados do país, inclusive em nosso município.    É uma conjuntivite provocada por um tipo de vírus  contagioso  que provoca muita sensibilidade nos olhos, deixando-os inflamados, com muita secreção, vermelhidão e lacrimejamento.   A doença é geralmente benigna, ou seja, se cura sem nenhuma conseqüência mais séria, e dura entre 7 e 15 dias, podendo apresentar algumas complicações quando não é adequadamente tratada.

O principal veículo de contaminação da conjuntivite são AS MÃOS!!!,   Lembre-se, o contágio não ocorre pelo ar ou pela aproximação à pessoa com conjuntivite, mas sim, pelo contato direto com o vírus depositado nas mãos, nos objetos e nas regiões próximas aos olhos
Dessa forma os vírus se depositam nos dedos e são carregados para os locais que a pessoa toca: maçaneta de porta, caneta, mesa, dinheiro, e tudo que possa imaginar que a mão alcance


Evite colocar as mãos nos olhos para não
contaminá-las com o vírus, lave sempre as mãos
com água e sabão e use alcóol em gel.

             (fonte :http://www.laserocular.com.br)